Flou

image

Fui convidado para criar os sons e a música de sua performance ao vivo: FLOU! por Ieltxu Martinez Ortueta, um multi talentoso artista e pai, como ele explica abaixo. Os conceitos que ele lida combinando movimentos corporais, desenho e pintura, recortes e também street-art, são análogos aos que venho lidando em minha prática de mídia-arte. Diferentes linguagens se cruzam para abrir possibilidades de uma multiplicidade de significados e interações.

FLOU! é uma performance interativa para crianças de 4 a 10 anos que sentados ao redor de uma grande folha branca assistem e participam da criação ao vivo de um grande desenho. Os rabiscos dançantes e as tintas vão tomando vida e dialogam com o performer para que “alguns desenhos depois” surjam outros desenhos recortados feitos em experiências anteriores. Essas formas [peças] tomam conta do espaço e são as crianças que brincam compondo novos desenhos e formas e resignificando o acontecimento. Paralelamente, o desenho criado também é recortado pelo performer, gerando mais peças que alimentam o jogo e que serão utilizadas pelas crianças participantes das próximas experiências. Uma experiência coletiva, interativa e aberta que não fecha significados e que se propõe a brincar “seriamente”como toda criança faz.


Os sons traduzem os desenhos para a dimensão espacial. Eles respiram as reivindicações e expressam algoritmicamente o modo alietório com que os desenhos são formados. Som e música no FLOU! são a dimensão que conecta o designer ao desenho. A música move o corpo e o movimento se torna desenho, ou seria o contrário? Desenho e papel têm vida própria e se expressam através do som. Criar é dar vida a algo que já existe?



image image image image image

volta ao topo