Margem Abandonada

image

A atriz e performer Mariana Senne me convidou com uma idéia ampla sobre sons e música que ela gostaria de ter na performance que estava criando junto com as também teatrólogas Gianna Pargätzi (HI / GI) e Laura Kallenbach, o artista visual Jan Brokov e a coreógrafa Lu Favoreto. Uma colaboração entre artistas brasileiras e alemãs.

A inspiração para a sua performance é o texto da Heiner Müller Landschaft mit Argonauten. Medea, filha do Sol, uma estrangeira, cidadã de segunda classe, poderia ser a própria Senne, uma brasileira na Europa hoje em dia: uma ilha de fascinação e medo para os estrangeiros. A identidade cultural (ou deveríamos dizer financeira?) Era uma questão central da perfomance. Os significados, as razões e como é ser brasileiro na Alemanha e na Europa.


Eu tinha um conjunto de gravações de campo que fizera em São Paulo (de onde nós dois viemos) que foram usadas como material para paisagens sonoras com as quais tentei encontrar onde nossas paisagens sonoras internas atendem aos sons comuns e familiares da vida cotidiana. Duas dessas paisagens sonoras foram imediatamente incorporadas ao processo de ensaio e pesquisa. Nesse meio tempo pude desenvolver por intermédio do SuperCollider novas paisagens sonoras, mesclando gravações de campo feitas tanto em São Paulo quanto em Berlim, de uma forma que deveria ser fácil e flexível para ser adaptada e acompanhar os processos criativos da performance.

Existem três instrumentos feitos de código. Dois para as gravações de campo. Um faz pedaços de sons mais cortados e um altera a velocidade da reprodução como um toca-discos. Ambos são feitos para serem tão transparentes quanto possível. Com isso quero dizer que não deveria estar muito claro o que eles fazem. As camadas e texturas que eles criam têm uma abordagem analógica de lidar com os samples. O terceiro instrumento é percussivo e tonal feito apenas a partir de ruído branco. Os diferentes envelopes fazem com que se comportem como vários instrumentos e também dão espacialização.

Código em SuperCollider

Hear it

volta ao topo